informativos

REFORMA DA PREVIDÊNCIA

O texto da Reforma da Previdência foi aprovado na Câmara dos Deputados e está no Senado, aguardando por votação e, ao que tudo indica, ainda este ano.

A proximidade da implantação dessas mudanças faz com que os trabalhadores fiquem cheios de dúvidas sobre como proceder em relação à aposentadoria, já que a matéria está em discussão desde 2016, em um cenário de muita desinformação.

A preocupação é tanta que os pedidos de aposentadoria no Rio Grande do Sul aumentaram 54% de junho para julho deste ano, na tentativa de garantir as melhores possibilidades.

 

Veja algumas das principais alterações:

Trabalhadores próximos da aposentadoria: há uma regra vigente e a nova lei vai prever outra regra para o futuro. Além disso, outras cinco regras de transição também vão entrar em vigor.

Concessão de aposentadorias: a elaboração das regras de transição suavizou a reforma. Então, é esperado que se tenha bastante concessões pelos próximos 10 anos.

Mulheres: a idade mínima para se aposentar será de 62 anos. Já o tempo mínimo de contribuição ficou em 15 anos. A partir desse tempo, elas passam a ter direito a 60% do benefício e, a cada ano a mais de contribuição, será possível receber 2% a mais do valor. Por essa regra, elas terão direito de receber 100% do benefício quando atingirem 35 anos de contribuição.

Valor da aposentadoria: todas as contribuições feitas com base no salário entrarão no cálculo, sem descartar as menores. Atualmente, só as 80% maiores contribuições são consideradas. Com a nova lei, será calculado 60% da média salarial e irá aumentando 2% a cada ano a mais de contribuição.

COMPARTILHAR O POST

 categorias

 posts recentes